/
/
O missionário São Leopoldo Mandic

O missionário São Leopoldo Mandic

Compartilhar :

Aos 16 anos, Bogdan, entrou para Ordem Franciscana na Itália e após adotar o nome de Leopoldo, recebeu sua ordenação sacerdotal em1890. Acreditava que sua missão era promover a união entre os cristãos, levando a palavra de Deus para o Oriente. Porém, não conseguiu realizar sua vontade de ser missionário, devido a sua condição de saúde frágil que o deixava cada vez mais debilitado, acabando por trabalhar nos conventos capuchinos.

Até o fim, São Leopoldo Mandic cuidou durante 33 anos, com zelo das confissões no Santuário de Santo Antônio em Pádua na Itália. Suas palavras eram sempre uma fonte de luz, alívio e misericórdia, por isso todos o procuravam para confessar. Após o agravamento de artrite nas mãos e joelhos, descobriu um câncer no esôfago, entregando o seu sofrimento a Deus com alegria e trabalho na acolhida aos fiéis, que ainda o procuravam para confessar.

Sua fama de santidade ganhou o mundo, sendo beatificado em 1976 e em 1983 o papa João Paulo II celebrou sua canonização, declarando-o como herói do confessionário, e também, apóstolo da união dos cristãos, por conta do sonho de ser missionário e unificar os cristãos do oriente e do ocidente.

 

Oração a São Leopoldo Mandic

“São Leopoldo, a quem o divino Salvador fez instrumento perfeito da sua infinita misericórdia no sacramento da reconciliação, alcançai-nos a graça de nos aproveitarmos bem e frequentemente deste sacramento, para ter sempre a nossa alma livre de todo pecado e realizar em nós a perfeição a que Ele nos chama.”

Glória ao Pai…

Campanha
Reforma da Catedral